Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


tumblr_le5jryceiq1qenw7jo1_500.jpg

 

Eu podia ser qualquer coisa para ti, mas decidi ser saudade.

E espero que saibas lidar bem com ela.

Eu estive aqui o tempo todo. 24h por dia, 7 dias por semana, durante estes anos todos.

Só tu é que não reparaste.

Talvez te lembres de mim quando voltar a bater aquela angústia à noite, quando precisares de falar com alguém sobre como foi o teu dia ou até simplesmente quando precisares de ouvir um “eu te amo”.

Talvez aí faça sentido a minha presença.

Sempre ouvi dizer que “as pessoas só dão valor quando perdem”, e é verdade.

Só que a nossa história era diferente, sempre houve valor, só não conseguiste manter.

E perdeste.

Mas por enquanto deixa-te ficar, com quem só te dá metade do que é, porque enquanto andas por aí perdido eu caio em mim e percebo que não mereces nem metade do que sou para ti.

E aí viro saudade. Curta e fria, mas calma migo, eu consigo fazer muito mais.

Não irás aperceber-te já mas daqui a pouco vai doer, vai parecer como uma ferida pequena que se faz sem se dar conta mas assim que reparares vai percorrer-te o corpo todo e quando deres conta já será parte da tua pele. Não te desejo muito.

Basta-te noites longas, sentimentos infinitos e todos os pensamentos em mim.

E quando isso acontecer, esquece o meu número, a minha morada, as minhas redes sociais.

Porque eu fiz como tu, tentei não importar-me e começou a ser banal.

Fui-me cansando, avisei que estava a cansar-me, cansei-me e avisei que me tinha cansado. E quando cansa nós deixamos de avisar porque cansa também.

E sabes o que cansa mais? É que nem te deste ao trabalho de ver.

Eu estive aqui o tempo todo, e não é para te atirar nada a cara, não, mas eu estive.

Aqui.

Sempre.

Para ti.

Só tu é que não viste.

E já agora, quando a saudade vier: manda lembranças a ela e não a mim. 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Sobre mim