Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


02
Out16

...

Eu errei.
Sim.
Eu errei em esperar mais de ti, em achar que serias diferente e pensar que era desta que a vida tinha dado tréguas.
Eu errei quando me convenci a mim própria que devia dar uma oportunidade e acabei por mergulhar tão fundo, que bati numa pessoa tão rasa.
Eu errei quando achei que serias o meu porto seguro, quem estaria sempre do meu lado quando eu precisasse de desabafar, quando errasse e precisasse de um ombro amigo.
Eu errei e não te culpo.
E honestamente, não te desejo mal nenhum.
Não te posso culpar pelas minhas expectativas.
Longas, largas e grandes expectativas.
Mas não te martirizes, não te desejo mal nenhum.
Desejo-te apenas uma aprendizagem, umas lições de como crescer e deixar de ser esse menino que sempre foste.
Apenas cresceste por fora, porque por dentro ainda deves uns bons anos à vida.
Só quero que me deixes ir e seguir a minha vida, que não penses mais nos teus erros constantes e atitudes imaturas.
Porque sabes, já vais tarde. Tão tarde...e já nada valerá a pena.

 

Eu, tu e os nossos textos 📜💕

Autoria e outros dados (tags, etc)



Sobre mim